A Lenda do Cavaleiro do Sol V1C9: “Se você quer saber um segredo, pergunte a uma mulher”

A Lenda do Cavaleiro do Sol Volume 1: Uma Introdução à Teoria dos Cavaleiros

Novela original em chinês por: 御我 (Yu Wo)

———————————————————————————–

Nona Regra dos Cavaleiros do Sol: “Se você quer saber um segredo, pergunte a uma mulher” – traduzido por AC

 

O som de uma porta de madeira se abrindo com um rangido veio de uma casa pequena e decadente que parecia que ia cair aos pedaços quando o vento soprasse. Sob a maçaneta da porta o rosto rosado de uma garotinha apareceu, sua boca chupando um pirulito de morango que era ainda maior que sua cabeça.

“Pink, eu concordo em ser seu aprendiz, de agora em diante, e eu vou aprender necromancia,” eu disse sério.

Pink ficou chocada por um momento, então ela acenou pra mim com o dedo, sinalizando pra que eu agacha-se.

O quê? Será possível que para se tornar aprendiz dela, a pessoa ainda tenha que passar por uma cerimônia? Eu agachei com suspeita. Então Pink acenou com o dedo novamente, me dizendo pra chegar mais perto. Eu obedeci, aproximando meu rosto.

Depois disso, ela colocou sua palma horizontalmente contra minha testa, exclamando, “Oh não! Sol, sua testa está realmente quente! Queimando desse jeito, não é à toa que você esta falando bobagens agora há pouco!”

“Suas mãos são geladas porque você é um cadáver…”

Pink retirou sua mão e, depois de olhar pra ela por um tempo, disse em um tom de compreensão, “É verdade, eu quase esqueci que sou uma pessoa morta. Mas estão…”

Ela olhou para mim em dúvida. “Você tem certeza que não está com febre?”

Eu revirei os olhos e disse emburrado, “Sob a proteção do Deus da Luz, eu não tenho uma febre desde que eu tinha dez anos de idade.”

“Oh!” Pink acenou com a cabeça. Com muita compreensão, ela disse, “Então tem alguma coisa na qual você precisa que eu te ajude? Dessa vez a sua determinação é realmente forte, se você pretende vender até o seu ‘eu vivo’.”

Eu me apressei a explicar os detalhes do contrato. “Eu só disse que quero aprender necromancia com você! Eu ainda quero continuar sendo o Cavaleiro do Sol!”

“Um Cavaleiro do Sol que é aprendiz de meio período de uma necromante?” Pink meneou a cabeça, suspirando. “Você é o único que ousa fazer essas coisas. Você não tem medo que o seu Deus da Luz mande um raio te atingir?”

“Eu acredito que o Deus da Luz vai entender as minhas dores!” Eu disse sobriamente. Então acrescentei à minha explicação, “Além disse, ninguém O viu por várias centenas de anos, e eu acredito que ele não viria à Terra por um probleminha desses.”

Pink lambeu seu pirulito e não deu expressou suas opiniões sobre o assunto, causando um arrepio na minha espinha. Naquele instante, eu considerei seriamente quais eram as probabilidades do Deus da Luz me atingir com um raio…

Eu não devia ser tão azarado! Eu balancei a cabeça e perguntei a Pink, “Então? Você aceita ou não?”

“Me diga, o quê você quer que eu faça?”

“Eu quero que você -”

Depois de contar a Pink meu pedido, eu andei de volta para a Igreja. É claro, eu já havia abaixado o capuz da minha capa. Se outra pessoa viesse e me confundisse com o Cavaleiro da Morte oura vez, eu definitivamente ficaria com tanta raiva que acabaria transformando essa pessoa em um “cavaleiro morto”.

Continuando, eu ainda tinha que pedir uma coisa a alguém. Comparativamente, essa pessoa era mais fácil de lidar do que Pink, então eu não estava muito preocupado.

Eu sorri para um dos cavaleiros sagrados no corredor. “Meu irmão cavaleiro sagrado, o Deus da Luz se situa alto no centro do universo, seu sorriso é uma visão para todos. Que dia repleto de radiância. Eu espero que você também possa sentir o calor do Deus da Luz.”

O cavaleiro sagrado que foi parado por mim estava extremamente empolgado, e com um tom de respeito e admiração, ele devolveu o cumprimento. “Eu também espero que você possa sentir o calor do Deus da Luz, Cavaleiro-Capitão Sol. O tempo hoje está mesmo muito bom. Eu espero que tenhamos sucesso em pegar o Cavaleiro da Morte hoje.”

Eu concordei com a cabeça. “Me irmão, eu estava cogitando se você sabe onde o Cavaleiro-Capitão Tempestade se encontra a banhar-se na bondade do Deus da Luz?”

O cavaleiro sagrado começou a ficar nervoso, e perguntou incerto, “Er… Posso perguntar se você está perguntando onde o Cavaleiro da Tempestade está?”

Eu assenti.

O cavaleiro sagrado respondeu aliviado, “O Cavaleiro-Capitão Tempestade esteve em seu quarto nos últimos três dias revisando documentos.”

“Meu irmão cavaleiro sagrado, Sol é extremamente grato por suas palavras repletas de boa vontade e gentileza de coração. Eu espero que você sinta o calor do Deus da Luz através de seus dias,” eu o agradeci educadamente, e imediatamente me virei para partir.

“Cavaleiro-Capitão Sol, você é realmente muito educado!” O cavaleiro sagrado me despediu com um olhar adorador.

Eu caminhei sem pausas até a porta do Tempestade, e bati.

Depois de um momento, a porta se abriu tão devagar quanto era possível. Uma face branco-acinzentada mais ou menos do mesmo tom da do Cavaleiro da Morte apareceu. Se eu não tivesse certeza que Cavaleiros da Morte não ficam com círculos escuros sob os olhos, eu realmente teria pensado que Tempestade se tornara o segundo Cavaleiro da Morte dentro da Cidade da Folha.

Eu estava prestes a abrir minha boca para falar, mas fui detido por um aceno da mão de Tempestade. Ele disse fracamente, “Sol, por favor fale com os termos mais simples que puder encontrar. Se não, eu garanto que vou cair no sono em três segundos.”

Eu ponderei por alguns momentos, e disse apenas duas palavras: “Me ajude.”

“Posso rejeitar?” Storm perguntou com lábios trêmulos que estavam completamente pálidos devido às noitadas sucessivas.

Eu pensei a respeito de novo, e encurtei meus pensamentos em uma palavra. “Ordem.”

“…Definitivamente simples o bastante.”

Uma vez que eu terminei de instruir Tempestade no assunto, eu parti para cumprir minha próxima tarefa, extremamente seguro, apesar de Tempestade parecer como se fosse cair de joelhos e morrer a qualquer momento.

No entanto, não havia necessidade de se preocupar. Porque mesmo que ele se ajoelhasse e morresse, ele se tornaria um Cavaleiro da Morte, e escalaria de volta para terminar o trabalho. Esse cara era um trabalhador fervoroso nesse nível, o que não combinava nem um pouco com a imagem despreocupada do Cavaleiro da Tempestade.

Enquanto eu procurava um lugar para mudar furtivamente para “Supreme Dragon”, o som uniforme de passos veio do outro lado do corredor, assim como alguns sussurros. Um pelotão tão disciplinado só podia ser o do Cavaleiro-Capitão Julgamento.

Com toda certeza*, o Cavaleiro-Capitão Julgamento passou andando após não muito tempo, liderando cerca de vinte cavaleiros sagrados. Como usual, ele me disse, “Que você possa em breve compreender os caminhos severos do Deus da Luz, Capitão-Cavaleiro Sol.”

“Hoje a noite o Cavaleiro da Morte irá ao palácio por vingança,” eu sussurrei.

Ouvindo isso, os passos do Cavaleiro-Capitão Julgamento pararam. Foi uma parada tão abrupta, mas os vinte e tantos cavaleiros sagrados atrás dele na verdade pararam uniformemente, sem sequer uma sugestão de desordem ou expressões de choque.

Julgamento acenou com a mão uma vez, e seu pelotão partiu imediatamente, passando por nós sem objeções.

Após esperar que todos se fossem, Julgamento instantaneamente me perguntou, “Tem certeza?”

“Sim!” Eu concordei rapidamente, pois aquele camarada Roland nunca enrolava com as coisas. Se ele disse que ele faria isso, era garantido que ele o faria imediatamente.

Julgamento olhou pra mim com certo ceticismo e perguntou, “Você está determinado a pegá-lo?”

“Eu sou o Cavaleiro do Sol, Cavaleiro-Capitão Julgamento,” Eu disse a ele friamente. “Um Cavaleiro do Sol absolutamente não permitirá que aqueles que já estão mortos interfiram com os que ainda vivem, mesmo que os vivos tenham pecado além do perdão.”

O Cavaleiro do Julgamento respondeu friamente, “Esta noite, eu mandarei alguns cavaleiros para preparar uma emboscada no palácio para proteger aquela pessoa e ao mesmo tempo capturar o Cavaleiro da Morte.”

Eu lancei a ele um olhar rápido. “Que extraordinário. Você já descobriu quem matou Roland?”

“Sim. Eu peguei o vigia do campo de execução e perguntei sobre a condição específica do cadáver.” Julgamento explicou brevemente. “Uma vez que eu soube que ele for a torturado até a morte, eu deixei Tempestade ir e investigar os aristocratas que tem conexões com o terceiro filho do Barão Gerland e um hábito maligno de torturar pessoas até a morte. Só haviam três suspeitos: Sua Majestade o rei, o príncipe herdeiro, e o Barão Gerland.”

Pobre Tempestade. Não foi bombardeado de trabalho apenas por mim, mas também foi pelo Julgamento. Não é à toa que ele parece mais morto do que vivo.

“Então como você determinou quem é?” Eu perguntei, um tanto curioso.

“Na verdade, baseado em acontecimentos recentes, eu já tinha uma ideia de quem poderia ser. No entanto, para ter certeza, eu deixei Gelo, que tinha visto o Cavaleiro da Morte, escolher dentre os cavaleiros sagrados alguém que fosse o mais parecido possível. Depois de disfarçar a pessoa escolhida para parecer um pouco mais pálida, nós o trouxemos para visitar as três pessoas, e até o fizemos agir de forma suspeita.”

Julgamento balançou a cabeça, suspirando. “Apesar desse método de enganar as pessoas não ser muito apropriado, foi muito eficaz. Foi realmente fácil determinar quem era o assassino, pois ele ficou com tanto medo que seu corpo inteiro tremia.”

“Que formidável!” Eu louvei com admiração sincera, pois eu só tinha descoberto quem era o assassino depois de conversar com o Roland cara a cara.

“Já que você já se decidiu, esta noite teremos o pelotão do Cavaleiro do Sol e o pelotão do Cavaleiro do Julgamento esperando juntos no palácio,” Julgamento disse, cuidadosamente tomando sua decisão. “Afinal, mesmo que os pecados dessa pessoa não possam ser perdoados, ele não pode ser ferido nem um pouco, do contrário haverá uma tempestade.”

“Eu concordo, mas eu gostaria de trazer Fogo e Terra junto.”

Julgamento pareceu intrigado enquanto perguntava, “Eu posso entender a razão para trazer Terra junto, já que suas habilidades protetoras podem assegurar que aquela pessoa não se machuque. No entanto, a especialidade do Fogo é contra espíritos, e não criaturas mortas-vivas.”

Eu balancei a cabeça. “Julgamento, eu temo que vi o Roland face a face mais cedo e ele estava realmente à beira de se tornar um Death Lord*. Se ele se tornar um Death Lord no local por causa da sua obsessão duradoura e invocar criaturas das trevas como espíritos, haverá um bocado de problemas para nós.”

“Verdade; você ainda é mais familiar com mortos-vicos do que eu. Fazer desse jeito é mais meticuloso.” Julgamento concordou com a cabeça enquanto adicionava, “Eu também estou muito feliz que você finalmente tenha voltado sua mente para destruir um antigo amigo, o que não deve ter sido fácil.”

“Foi difícil,” eu respondi tranquilamente. “Extremamente difícil, especialmente porque é o Roland.”

“Depois que esse assunto for resolvido, eu ficarei mais que feliz em ouvir você falar sobre os feitos do Roland quando ele ainda estava vivo.” Julgamento acenou novamente com a cabeça e se despediu de mim. “Que seu amigo possa descansar em paz logo.”

Com isso, ele partiu.

Depois de assistir a partida de Julgamento, eu virei a cabeça para olhar pela janela. Bom, a luz do sol lá fora ainda está forte! Ainda era cedo o bastante pra eu terminar meus assuntos e voltar pra me reunir com meu pelotão do Cavaleiro do Sol.

Depois de resolver as coisas com Tempestade e Julgamento, eu fui deixado com apenas uma coisa para fazer, que era me infiltrar no palácio para encontrar o local onde Roland foi torturado.

Já que Roland disse que a pessoa era um criminoso acostumado a torturar pessoas até a morte, com certeza haveria um local usado especificamente para torturá-las. Se eu pudesse encontrar esse local e obter provas, então eu poderia expôr os crimes dessa pessoa.

O palácio era fortemente guardado mas, mesmo assim, eu havia estado lá inúmeras vezes.

Aquele porco gordo do rei continua causando problemas de tempos em tempos, e toda vez eu sou despachado para lá para pregar a ele até ele se encher, então será a vez de um dos Doze Cavaleiros Sagrados que me acompanhou o ameaçar. Na maioria das vezes, a pessoa me acompanhando seria o Cavaleiro da Tempestade, mas quando os problemas eram sérios o bastante, seria o Cavaleiro do Julgamento.

Além de aconselhar o porco gordo, eu também venho aqui frequentemente para facilitar boa comunicação entre a Igreja e o palácio. O aniversário da Rainha, o baile de debutante da filha do barão, a primeira caçada do príncipe, e muitos outros acontecimentos aleatórios estão no escopo do meu trabalho.

Concluindo, o Cavaleiro do Sol é o outdoor vivo e ambulante da Igreja do Deus da Luz.

Sem falar que a rainha é a mãe adotiva do meu professor, e que na época meu professor chamava o príncipe herdeiro de irmão. Portanto meu professor frequentemente me trazia para o palácio para atividades recreativas, sob o pretexto de ajudar a facilitar a boa comunicação entre a Igreja do Deus da Luz e o palácio. Na realidade, ele estava bebendo o chá da tarde com a bela rainha, a princesa, e um bando de damas…

Ahem! Assim, tendo vivido neste mundo por vinte e três anos, o lugar mais familiar para mim, exceto pela Igreja do Deus da Luz, é este palácio.

Portanto, as defesas do palácio não eram de maneira alguma um problema para mim, pois eu podia aberta e legitimamente entrar pelo portão principal. Os guardas do palácio em ambos os lados até me saudaram respeitosamente!

“Sagrada Vestimenta do Dragão, em nome dos descendentes dos Dragões, eu a comando, ative-se!”

Depois de encontrar um canto escuro dentro do palácio, usando a camisa sanguessuga preta e prata, eu pretendia me esgueirar ao redor do palácio em segredo e encontrar a câmara de tortura…

Senhor, o nome de seu servo é Vestimenta Sagrada do Dragão, não Camisa Sanguessuga.

“Ugh! Você me matou de susto.” Eu pus a mão no peito, acima do coração. Não tenha medo! Eu pensei pra mim mesmo. Eu dei uma bronca nele, “Se não houver nada de errado, não fale tão abruptamente. Eu achei que tinha sido descoberto.”

Sim, senhor.

Mesmo que usar um corpo de roupas pretas durante o dia não seja um movimento muito sábio, mas pelo menos era melhor do que usar o uniforme do Cavaleiro do Sol e ser descoberto pelos outros realizando comportamento desonroso.

Além disso, mesmo agora sendo dia, os corredores do palácio ainda tem um bocado de decorações bizarras gigantes nas quais eu poderia me esconder. Alguns exemplos são vasos mais altos que pessoas (você ao menos consegue por flores neles?), armaduras extremamente pesadas nas quais cavaleiros não poderiam andar nem que eles quisessem (para quê elas foram feitas em primeiro lugar?), e uma enorme coleção de esculturas.

No caso de eu ainda assim não conseguir me desviar dos guardas, está tudo bem, também.

Meu professor frequentemente dizia, “Criança, não pense que o palácio é realmente alguma fortaleza impenetrável. Talvez, logo que ele foi construído, ele tenha sido. No entanto, cada rei quer abrir uma passagem secreta que só ele conheça no palácio para escapar. Convenientemente, ele também iria querer abrir uma outra câmara secreta para fazer coisas particulares… Depois de cerca de dez gerações de reis, há cerca de dez túneis secretos e cerca de dez câmaras secretas. Apesar de ambas passagens e câmaras serem ‘secretas’ no nome, você não deve pensar que elas são realmente secretas. Acredite em mim, mesmo o atual rei não sabe tanto quanto as pessoas ao lado dele, a rainha e a princesa.”

“Então, professor, porque você saberia dessas coisas?” Eu estava totalmente perplexo.

“A princesa me contou, é claro.”

“Por que a princesa iria te contar, professor?”

“Se ela não me contasse, como eu poderia entrar escondido no palácio para ter um caso com ela? …Shh! Criancinhas não precisam saber tanto; só memorize a localização das entradas das passagens e câmaras secretas com clareza.”

“Sim, professor.”

Agora que eu penso no assunto, meu professor realmente não era uma pessoa normal. Por quê?

Isso é porque, na época, só havia duas princesas no palácio. A idade de uma era próxima de cinquenta, e ela era a irmã solteira do rei. A outra tinha quinze anos, e era a filha do rei. Na época, meu professor tinha cerca de trinta anos. Eu imagino se ele era um papa-anjo ou se ele é que estava sendo papado…Ahem! Mas eu estou divagando. De qualquer forma, eu acho que a localização da câmara de tortura deve ser uma câmara secreta não muito longe do quarto do autor do crime.

Primeiro eu queria tentar minha sorte nas câmaras secretas existentes, pois essa pessoa provavelmente faria uso de uma câmara secreta existente ao invés de abrir outra.

Afinal, de acordo com o número de túneis secretos e câmaras secretas sobre os quais meu professor me contou, a fundação desse palácio inteiro está quase completamente oca. Nem o arquiteto do palácio ousaria cavar um buraco sem pensar, pra evitar fazer o palácio inteiro desabar por acidente.

Eu prossegui sorrateiramente pelo corredor, e me lancei à entrada de uma passagem secreta quando a barra estava limpa. Então eu me lancei a outra passagem secreta. No caminho, eu quase esbarrei em um casal que se abraçava e beijava. Por sorte eles estavam muito abortos em se beijarem, e não perceberam que havia outra pessoa por perto, mais especificamente eu. Eu apressadamente virei outra bifurcação no túnel…

Espera um segundo! Eu franzi as sobrancelhas ao pensar. O casal agora há pouco tendo um caso secreto… um deles era Sua Alteza a princesa?

Essa era a princesa que tinha quinze anos naquela época que pode ou não ter tido um caso com meu professor. Esse ano ela já tinha passado de vinte e cinco, e ainda assim se recusava audaciosamente a se casar com príncipes de outros países. Então, é porque ela já tem alguém que ela ama… Mais do que provavelmente, o status do outro não é alto e assim é completamente impossível que o rei permita à princesa se casar com ele, então a única coisa que eles podem ter é um caso em uma passagem secreta.

Parece que essas passagens secretas e câmaras secretas realmente não são, como meu professor disse, um segredo tão grande assim. Elas são praticamente um cenário típico para casos secretos.

Conforme eu prosseguia, eu considerava as posições das muitas câmaras secretas sobre as quais meu professor havia me contado. O quarto do culpado tem muitas câmaras secretas ao redor dele, mas apenas três tem passagens para o quarto. Das três, duas podem ser acessadas pelas passagens secretas de fora. A outra está selada, e só tem uma passagem para o quarto.

Eu planejo checar as duas câmaras que podem ser acessadas pelas outras passagens secretas primeiro.

Dentro das passagens secretas, eu rondei os arredores por um bom tempo. Felizmente, minha memória era extraordinária, e eu pude inclusive encontrar meu caminho entre essas passagens tão confusas. Não muito tempo depois, eu entrei em uma câmara vazia e abandonada. De acordo com a minha memória, esse devia ser um dos lugares que eu queria ir.

No entanto, vendo que as teias de aranha aqui eram até mais sólidas que o material da minha capa, eu tinha a sensação de que esse não era o lugar.

Meu próximo plano era entrar no quarto por aqui, e então entrar nas duas outras câmaras por lá. Ainda assim, vendo todas essas camadas de teias de aranha diante de meus olhos e pensando que eu teria que me espremer entre elas, eu realmente só queria tocar fogo e reduzi-las a cinzas.

Porém, o palácio tem magos. Se um mago sentir a magia que eu lançar, eu vou ter problemas. Assim, tudo que eu pude fazer foi relutantemente usar minha mão para partir as teias de aranha. Eu passei por muito esforço e dor, com meu corpo coberto de teias de aranha, antes de finalmente conseguir chegar do outro lado da câmara. Eu agachei para checar a porta oculta…

“Está selada.”

Eu senti vontade de chorar quando descobri. Sigh! Eu devia saber. Como um digno membro da realeza poderia deixar uma passagem que dá para o seu quarto e não se importar?

“Eu espero que a outra passagem secreta não esteja selada.”

Carregando essa esperança, eu saí dali. Mais uma vez, eu me virei para lá e para cá, antes de finalmente chegar a outra passagem secreta. O que eu não esperava era que essa passagem secreta era muito menor do que a anterior e tinha aproximadamente metade da minha altura. Minha única opção era ajoelhar e me arrastar por ela. Depois que eu me arrastei até o fim, a câmara secreta era basicamente um buraco vazio, e nem a altura nem o comprimento chegavam a dois metros. Esquece assassinar alguém, até colocar duas pessoas aqui dentro seria forçar a barra!

Eu ergui minha cabeça para checar a porta oculta. A porta secreta daqui estava no teto e por sorte não estava selada. Este túnel provavelmente está melhor escondido, já que nem o dono do quarto sabe sobre ele. Eu empurrei de leve a porta oculta para cima, e ela abriu uma fresta. Essa porta secreta certamente é pesada! Olhando para a esquerda e para a direita, eu pensei, Bom! Não há sinal de um ser humano no quarto.

Originalmente, eu queria erguer de leve a porta oculta inteira. No entanto, eu logo percebi que a porta não se movia de jeito algum. Usando toda a força que pude reunir, eu ergui a porta secreta cerca de dez centímetros e, com muito esforço, a movi para o lado. Por fim, eu consegui colocar a porta oculta de lado. Eu também tinha praticamente encharcado minhas roupas de suor.

Phewww! Eu suspeito que sem a força aumentada pelo uso da Vestimenta Sagrada do Dragão, eu provavelmente não teria sido capaz de abrir a porta oculta.

Quando eu tinha terminado de recuperar o fôlego e subi para o quarto, eu descobri que na verdade havia um armário de mármore em cima da porta escondida! Era cerca de dez ou doze centímetros mais alto que eu. Não é a toa que era tão pesado!

Ainda assim, não era hora de reclamar. Já que eu não sei quando o dono deste quarto vai estar de volta, é melhor eu me apressar e voltar aos negócios.

Sem fazer muito esforço, eu achei a câmara secreta selada atrás do espelho de corpo inteiro pendurado na parede. Então, quando eu pus os pés dentro do último local, esperando que minha viagem até aqui não tivesse sido desperdiçada…

O cheiro de sangue atacou meu nariz imediatamente. Era denso, forte, e trazia consigo um cheiro podre.

Diante de meus olhos, um pedaço de pano grosso e pesado obscurecia minha visão, mas era incapaz de bloquear aquele cheiro de sangue. Eu sabia que tinha encontrado o lugar certo.

Eu andei em frente, e ergui o pano…

Eu fiquei aturdido. Já tendo encontrado a evidência, partir assim que possível era o curso de ação mais seguro. No entanto, eu só conseguia ficar olhando estupidamente para esse lugar. Não havia sinal de um cadáver, nem nenhuma cena sangrenta de mutilação. Pelo contrário, esse luar havia sido esfregado até ficar limpo, e as correntes e instrumentos de tortura de todo tipo estavam untados e polidos.

A cama de madeira no centro também estava brilhando.

Era provavelmente as manchas de sangue que não podiam ser removidas não importa o quanto tentasse. As manchas ficaram revestidas camada sobre camada e, no fim, o sangue solidificado sobre a madeira se tornou tão negro que reluzia.

As paredes ao redor e o chão não pareciam ter marcas a primeira vista. No entanto, os clamores dos falecidos penetrava através das profundezas das paredes, assim como o cheiro de sangue e podridão que parecia vir do próprio inferno.

Esse local que parecia ostensivamente limpo a primeira vista estava na verdade cheio das mais sórdidas e imundas ideações, e os gritos atormentados dos mortos permeavam o ar.

Eu não pude evitar de usar meu dedo para raspar uma camada do sangue negro reluzente na cama de madeira. A camada era ainda mais dura do que eu havia pensado, pois meu dedo só ficou um pouquinho manchado de preto avermelhado.

Nesse pouquinho de preto avermelhado, o sangue do Roland está aqui também, certo?

“Roland, se você morreu nesse tipo de lugar eu entendo porque você se tornou um Cavaleiro da Morte, e porque você está tão determinado a matá-lo.”

Meus olhos estavam um pouco úmidos, mas eu não queria segurar as lágrimas. Ambos Roland e eu éramos órfãos, e ele inclusive morreu por uma razão escusa dessas. Talvez eu fosse o único entristecido pela morte dele.

Só eu vou chorar por ele.

 

[A Lenda do Cavaleiro do Sol, Volume 1, Capítulo 9 – Fim]

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *